Endometriose e mioma uterino

endometriose é a presença do tecido endometrial fora da cavidade uterina. Uma doença que afeta cerca de 10% das mulheres durante o período reprodutivo. O mioma uterino é um tumor (nódulo) benigno do útero e acomete cerca de 60% das mulheres.

A maior parte dos miomas não determina sintomas. Os sintomas dos miomas dependem principalmente da sua localização e em segundo lugar de suas dimensões.

O útero é dividido em 3 camadas.

  • Serosa: parte externa uterina, é extremamente delgada e também chamado de peritônio uterino.
  • Miométrio: representa a maior parte do útero e é composto principalmente por células musculares responsáveis pelas contrações uterinas
  • Endométrio: representa a parte mais interna do útero, local onde o bebê vai se desenvolver

Classificação dos miomas

A Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia (FIGO) classifica os miomas em relação a sua localização.

  • Submucoso;
  • Intramural;
  • Subseroso;

O mioma submucoso é definido quando a sua localização é completamente ou parcialmente dentro do endométrio. Este tipo de nódulo é o mais sintomático e determina com muita frequência aumento do sangramento e cólica menstrual.

Ultrassom-demonstrando-mioma

Imagem de ultrassom demonstrando um mioma submucoso assinalado na seta azul. Seta laranja mostrando o endométrio em branco envolvendo o mioma (mioma completamente submucoso).

O mioma intramural é ocorre quando sua localização é somente no interior do miométrio, sem acometer o endométrio ou a serosa uterina. São nódulos que podem determinar aumento do sangramento ou cólicas menstruais, especialmente quando de grandes dimensões.

Ultrassom-mostrando-mioma

Imagem de ultrassom mostrando um mioma intramural assinalado na seta azul

O mioma subseroso ocorre quando o nódulo está parcialmente ou completamente do lado externo do útero. São nódulos habitualmente assintomático, exceto por exemplo se o pedículo torcer, determinando dor abdominal de forte intensidade

Ultrassom-demonstrando-mioma-subseroso

Imagem de ultrassom demonstrando mioma subseroso assinalado na seta azul e útero em corte transverso na seta laranja.

O mioma transmural é definido quando o nódulo possui componente subseroso, intramural e submucoso e habitualmente possui grandes dimensões.

O mioma não se transforma em câncer, embora existam tumores malignos do útero, chamados de sarcomas.

desenho-esquematico-com-mioma

Desenho esquemático com a classificação dos miomas segundo a FIGO: 0: Intracavitário, 1: Submucoso <50% intramural, 2: Submucoso > 50% intramural, 3: IM mas em contato com o endométrio, 4: Intramural, 5: Subseroso > 50% intramural, 6: Subseroso <50% intramural, 7: Subseroso pediculado, 8: Cervical, parasitário

Diagnóstico do mioma

O mioma é diagnosticado por ultrassonografia pélvica ou ultrassonografia transvaginal. A via transvaginal possui uma resolução de imagem muito superior à pélvica e desta forma, nas mulheres que não tenham contraindicações, a ultrassonografia transvaginal é o melhor método para o diagnóstico dos miomas.

Em algumas situações a ressonância magnética poderá ser solicitada para a avaliação dos miomas, especialmente quando o útero possuir grandes dimensões ou o mioma possuir características atípicas na ultrassonografia.

Miomas atípicos podem algumas vezes corresponder a sarcomas (tumor maligno) e algumas das principais características dos miomas atípicos segundo uma publicação científica de 2019 com a maior casuística de mulheres com diagnóstico de sarcomas são:

  • Grandes dimensões;
  • Crescimento rápido;
  • Crescimento na menopausa
  • Áreas císticas (degeneração)
  • Muita vascularização

Link para artigo científico: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30908820

Qual a relação entre Endometriose e miomas?

As duas doenças são muito prevalentes nas mulheres durante o período reprodutivo e os sintomas podem ser semelhantes, especialmente a cólica menstrual, inchaço abdominal e sensação de peso na pelve.

É importante realizar uma investigação de endometriose em mulheres com cólicas e já com diagnóstico de mioma, pois é frequente que ambas as doenças estejam presentes na mesma mulher.

Não há maior chance de mulheres com mioma apresentarem endometriose.

O que causa a endometriose?

Quais os principais tipos de endometriose?

Quando fazer o exame para pesquisa da endometriose?

Artigo publicado por Dr. Fernando F. Guastella CRM 112.601