Quando fazer o exame para pesquisa da Endometriose?

O exame para pesquisa da endometriose deve ser realizado toda a vez que a mulher precisa de um exame de ultrassonografia transvaginal muito detalhado.

A situação mais comum é a pesquisa da endometriose, mas outras indicações frequentes incluem a dor pélvica crônica, infertilidade, sangramento aumentado, cistos ovarianos e mapeamento pré-operatório para retirada de miomas.

Mulheres com exames anteriores inconclusivos ou com resultados diferentes, necessitam de um novo exame, desta vez realizado por um médico com grande conhecimento em ultrassonografia transvaginal.

O médico ultrassonografista especialista em endometriose precisa possuir conhecimento abrangente da ultrassonografia ginecológica e de outras técnicas, incluído exames 3D ginecológicos, exames com contraste para avaliação das trompas e da histerossonografia (ultrassom com líquido dentro do endométrio).

A indicações mais comuns para a realização do ultrassom com preparo intestinal para pesquisa da endometriose são os sintomas de endometriose e a investigação de infertilidade.

Os sintomas que mais indicam a presença de endometriose são:

  • Mulheres que nunca tiveram cólicas e passaram a ter,
  • Dor durante a relação sexual,
  • Dor para evacuar durante o período menstrual,
  • Dor para urinar durante a menstruação,
  • Dor no ombro direito durante as menstruações,
  • Dor pélvica constante e cólicas intensas.

Mulheres com infertilidade possuem um risco aumentado para ter endometriose

Nesta situação independentemente dos sintomas de dor é preciso realizar o exame para pesquisa da endometriose, pois nem sempre a endometriose determina dor.

A endometriose pode se manifestar isoladamente como a dificuldade para engravidar.

Converse com o seu ginecologista e veja a necessidade da realização de um exame detalhado, especialmente se você tem algum sintoma sem explicação.

Todo sintoma deve ser valorizado e cólica não deve ser interpretado como algo normal.

Saiba mais sobre:

Sintomas da endometriose

Diagnóstico da endometriose

Tratamento da endometriose

Artigo publicado por Dr. Fernando F. Guastella CRM 112.601